Descubra o Porto: Percursos de Orientação Turística

Percursos de Orientação Turística
Imagem:  Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos Todos os Direitos Reservados

​A Orientação como modalidade desportiva é uma das mais antigas, e teve a sua origem nos países nórdicos, sendo uma das que mais tem crescido nos últimos anos em Portugal!

Consiste em encontrar e seguir o melhor itinerário, através de terreno desconhecido, numa luta constante contra o tempo. Isto exige capacidade de orientação: boa leitura do mapa, avaliação de opções de itinerário, utilização da bússola, concentração sob stress, rapidez na tomada de decisão, corrida em terreno acidentado, etc.

A escolha do itinerário entre os pontos de controlo é uma opção do próprio praticante! Cada ponto é uma meta e, simultaneamente, a partida para um novo desafio. A velocidade de movimento tem que ser acompanhada pela velocidade de raciocínio para ler o mapa e interpretar a relação mapa/terreno, ponderar sobre as várias opções de itinerário, decidir!

Na partida, cada praticante recebe um mapa onde está impresso um percurso, constituído por uma partida, uma sequência de pontos de controlo e uma chegada.

 Orientacao_1.jpg

Os Percursos

Percurso Permanente de Orientação: Descubra o Centro Histórico do Porto, Património Mundial pela UNESCO

Na continuidade da prática de atividades de Orientação Pedestre na cidade do Porto, desde 2012, foi criado um percurso permanente de Orientação urbana turística no Centro Histórico do Porto, classificado Património Cultural da Humanidade pela UNESCO desde 1996.  Este percurso utiliza um mapa oficial de Orientação pedestre, segundo as normas específicas de execução de mapas de Orientação da Federação Internacional de Orientação e aproveita uma série de monumentos emblemáticos da cidade como os postos de controlo.
Orientacao_2a.jpg

Percursos Permanentes de Orientação nos Parques do Porto

Parque da Cidade

Parque do Covelo

Parque de São Roque

Orientacao_3a.jpg

Como funciona

  1. Escolha o seu itinerário (um no Centro Histórico, cinco no Parque da Cidade, três no Parque do Covelo e mais três no Parque de São Roque)
  2. Obtenha o mapa:
  3. Quando encontrar o ponto de controlo, confirme o código e observe a respetiva sinalética (no caso do Centro Histórico, os códigos numéricos dos postos de controlo coincidem com os números existentes nos remos).

 

Contactos Úteis

 

Data publicação 17-03-2015